Artigos e Dicas

Cuidados com os cabelos e tintura: fatos e dicas

Quanto tempo você dedica para cuidar dos seus cabelos todos os dias? 15, 20 minutos? Nenhum tempo? A probabilidade é que você gaste uma quantidade de tempo considerável todos os dias para tornar seu cabelo o mais atraente possível. A maioria das mulheres gasta centenas de dólares todos os anos em shampoos, condicionadores, coloração, permanentes, e um bando de outros produtos desenvolvidos para tornar os cabelos mais grossos, mais lustrosos, da tonalidade certa. Na verdade, nenhuma outra parte do nosso corpo recebe mais atenção diária do que os nossos cabelos. Quando os temos, nós usamos esses produtos para a melhoria. Quando eles começam a cair, nós procuramos desesperadamente por maneiras de recuperá-los.

Centenas de produtos confundem mulheres que querem manter seus cabelos nas melhores condições possíveis. O cabelo é um dos aspectos mais importantes da nossa beleza exterior. Uma pessoa média tem, aproximadamente, 100.000 fios de cabelo. Cada fio, originado nas nossas raízes que ficam logo abaixo da superfície da pele, passa por um ciclo de vida previsível, incluindo o crescimento, o descanso e a queda. A perda de 100 fios de cabelo por dia é normal. Perder mais que isso ou notar que o cabelo está afinando pode ser um sinal de um problema hormonal encoberto.

Durante os milhões de anos de evolução, o cabelo tem, na verdade, perdido o seu papel funcional. Nossa pele protege nosso corpo do ambiente, mas o cabelo não tem um propósito nos dias de hoje, a não ser o poder de atração. Por esta razão, os cabelos podem ter um aspecto muito emocional na aparência para muitas mulheres.

Cuidar dos seus cabelos e ter certeza de que eles estejam os mais lustrosos e saudáveis possíveis é um desafio contínuo. O cabelo em si é feito de proteína e o fio em si (o cabelo que conseguimos ver saindo de nosso couro cabeludo) não está vivo. O fio de cabelo em si consiste em uma camada externa e um núcleo feito de uma proteína chamada queratina. Os produtos que tem a intenção de colorir, dar forma ou o alterar em diversas outras maneiras são projetados para interagir com a proteína do cabelo.

O tipo de cabelo que você tem depende muito do que você herdou da sua mão e do seu pai. O que você faz com o cabelo que herdou depende de você, e há um número enorme de opções seguras e eficientes. Modificar ou alterar nosso cabelo é uma das maneiras mais importantes e menos arriscadas de mudar nossa aparência e pode demonstrar o quão saudável nós nos sentimos por dentro.

Uma vez que o cabelo em si não é um tecido vivo, ele não pode se autorreconstituir quando danificado. A boa notícia é que o cabelo é uma fonte renovável: ele continua crescendo, assim, uma má escolha de cor ou estilo eventualmente sumirá e você pode começar tudo novamente. O seu cabelo, no entanto, não é um saco de pancadas - ele aguenta somente uma certa quantidade de tintura, química, sol e outras agressões. Os produtos para cabelo podem melhorar a aparência cosmética do cabelo temporariamente. Para que o cabelo mantenha sua força, textura macia, leveza e brilho, a camada externa, ou cutícula, deve ser mantida em ótimas condições. As glândulas sebáceas em torno de cada folículo capilar secretam óleos naturais chamados de sebo, que permitem que a cutícula mantenha-se brilhante e flexível. Os shampoos e condicionadores são desenvolvidos para ter o mesmo efeito que os óleos naturais nos fios de cabelo.

A cutícula em si pode ser danificada pelo excesso de uso de shampoo, clima seco, escovação excessiva, tintura, permanente, cloro, ou até mesmo pela radiação ultravioleta do sol. A seleção cuidadosa do shampoo  auxiliará a reverter alguns destes efeitos nocivos.

Basicamente, os shampoos são detergentes que têm a intenção de remover a sujeira e a oleosidade do fio de cabelo. Como resultado, lavagens excessivas podem remover muito óleo e tirar do cabelo o seu brilho natural.

Shampoos diferenciados são formulados para cabelos normais, oleosos, secos e até danificados. Por exemplo, os shampoos para cabelos secos são detergentes suaves que fornecem um bom condicionamento. Os shampoos para cabelos oleosos tendem a ser mais detergentes e ter menos componentes condicionadores. Os shampoos medicinais contêm ingredientes como ácido salicílico, enxofre e selênio, que ajudam a remover o sebo do fio de cabelo, assim como as escamações ou células mortas que tendem a se acumular no couro cabeludo e ficarem visíveis em forma de caspas. 

Os condicionadores melhoram a aparência estética dos cabelos ao aumentar o brilho, dar força ao fio de cabelo e fornecer proteção contra a radiação ultravioleta. Ao permitir que a cutícula fique mais macia, os condicionadores podem ajudar os cabelos a ficarem mais brilhantes. Os condicionadores preenchem os espaços entre as células da cutícula, assim como a argamassa entre tijolos, permitindo que a luz reflita melhor no cabelo, dando uma aparência mais lustrosa. A força também pode ser aumentada, mas só um pouco, por condicionadores que permitem que a proteína penetre no fio de cabelo. As proteínas podem ser utilizadas temporariamente para cuidar das pontas duplas. Uma vez que o desbotamento, a opacidade e a fragilidade do cabelo podem ser causados pela exposição ao sol, algumas pessoas devem usar alguma forma de proteção solar.

Coloração de cabelo

O que você faz quando você acorda um dia e decide que é hora de mudar? Você precisa mudar a cor do seu cabelo para algo mais claro, em maior sintonia com a tonalidade da sua pele, ou... apenas mudar. Uma das grandes vantagens que o cabelo tem ao contrário de outras partes do corpo é que é relativamente fácil mudar a sua cor e alterar a sua aparência. Se você tem rugas ou papadas e quer melhorar a sua aparência, uma cirurgia se faz necessária. Se você não gosta da textura da sua pele, a única opção é a maquiagem, mas que não satisfaz muito. Mas, se o seu cabelo estiver ficando grisalho e você prefere uma aparência mais jovial, ou se você tem vontade de ser morena ou ruiva em vez de loira, a coloração de cabelo fornece a oportunidade de mudar a sua aparência a um custo relativamente baixo e de uma forma reversível.

Estima-se que 40% das mulheres e 5% dos homens tingem os cabelos em algum momento de suas vidas. As tinturas de cabelo funcionam de forma muito simples: eles colorem a parte exterior da cutícula do fio de cabelo. O método tradicional consiste na combinação dos ingredientes das colorações com oxigênio para causar uma reação que se fixa permanentemente ao fio de cabelo. Um item de coloração de cabelo contém o ingrediente ativo e o outro contém a química que oxida a tintura. O ingrediente mais comum em tinturas de cabelo é a parafenilenediamina.

Aproximadamente uma a cada 100.000 aplicações de tinturas permanentes podem causar alguma reação alérgica, assim, caso ocorra alguma irritação, coceira ou erupção cutânea você deve parar. As colorações semi-permanentes duram por diversas lavagens com shampoo e não precisam de oxidação. Aproximadamente 25% das pessoas que são sensíveis à parafenilenediamina, na verdade, são sensíveis à tinturas semi-permanentes também. Para verificar se você é de fato alérgica ou não, visite o seu dermatologista para fazer um teste em uma área pequena de sua pele. As tinturas de cabelo naturais são uma opção para muitas pessoas. Elas são derivadas de recursos vegetais e são usadas há muitos séculos. Nos tempos antigos, os egípcios usavam a henna, que raramente causa reações alérgicas.

Muitas questões já foram levantadas sobre a segurança ao usar tinturas de cabelos. Recentemente, uma associação com linfoma foi relatada em indivíduos que utilizavam tinturas de cabelos regularmente. Muitos outros estudos realizados desde o início dos anos 80 falharam em comprovar uma correlação direta entre tinturas de cabelo e câncer ou linfoma. Em estudos mais recentes, a conclusão foi que o efeito da tintura escura de cabelo e o uso por mais de 25 anos apresentam um risco possível, mas, no geral, os dermatologistas não recomendam aos seus pacientes que não usem tinturas.

Dicas de coloração de cabelo:

Não use um produto com data de vencimento expirada, uma vez que o passar do tempo influencia a química de tinturas oxidantes e elas podem não proporcionar a cor desejada.

Se você mesma tinge seu cabelo, não use temperaturas extremas.

Uma vez que as tinturas permanentes podem afetar a saúde e a estrutura do fio de cabelo, siga as instruções cuidadosamente.

Não exagere. O seu cabelo só pode tolerar uma certa quantidade de manipulação química. A coloração excessiva pode enfraquecer o seu cabelo e deixá-lo sem graça e sem brilho. Uma vez a cada quatro semanas é um intervalo razoável. Não tente fazer uma mudança de cor radical. O melhor para o seu cabelo é fazer mudanças graduais de cor, uma vez que assim não é necessária uma aplicação extrema de química.

Além disso, fique de olho na segurança:

Siga as instruções ao pé da letra - um pouco mais nem sempre é um pouco melhor. Enxague bem quando terminar.

Se ocorrer alguma reação alérgica, visite o seu dermatologista.